• Rua Professor Doutor Gonçalves Rodrigues, 5300-238 Bragança
  • Tel: 273 400 200
  • Segunda a Sábado
  • Domingo: Fechado

Dr. Carlos Rodrigues: A importância do aquecimento, antes e depois do treino

Dr. Carlos Rodrigues: A importância do aquecimento, antes e depois do treino
6 de Abril, 2021

Dr. Carlos Rodrigues: A importância do aquecimento, antes e depois do treino

Com cerca de 270 milhões de praticantes, o futebol é o desporto mais popular do mundo e os seus benefícios para a saúde estendem-se desde o sistema cardiovascular e musculosquelético, até à saúde mental. No entanto, existem potenciais efeitos negativos para a saúde quando ocorrem lesões.

 

Fatores de Risco

Existem múltiplos fatores de risco para o desenvolvimento de lesão, a maioria deles não modificável:

  •  Posição do jogador
  • História de lesão prévia
  • Idade
  • Género
  • Predisposição genética
  • Especialização precoce
  • Surtos de crescimento nas crianças, etc

Mas também fatores relacionados com a gestão de cargas e com o condicionamento neuromuscular nos quais podemos intervir.

O principal enfoque no que concerne à saúde dos atletas deve ser posto na prevenção, devendo ser geridas as cargas dos treinos e dos jogos, bem como a aplicação de treino cruzado, de modo a promover o equilíbrio de forças entre diferentes grupos musculares e a sensibilidade propriocetiva dos jogadores.

 

A ocorrência de lesões no futebol é até 5 vezes mais comum em atletas amadores e sucedem-se maioritariamente nos primeiros e últimos 15 minutos dos jogos, o que é indicativo da importância não só de uma boa preparação física, como de uma rotina de aquecimento adequada.

Neste sentido, a FIFA apresentou em 2010, e recomenda desde então, a rotina de aquecimento “FIFA 11+” que se mostrou eficaz em prevenir até 50% das lesões em jogadores com mais de 14 anos de idade. Posteriormente foi também elaborado o programa “FIFA 11+ Kids” para jogadores dos 7 aos 13 anos.

Fifa 11+

Fifa 11+ kids

O que devo fazer em caso de lesão?

Em caso de lesão, o futebol pode ter um efeito paradoxal na saúde dos atletas, pelo potencial desenvolvimento de complicações ou pela persistência de défices sequelares a lesões não adequadamente tratadas.

Por esse motivo, caso ocorram, as lesões devem ser sempre avaliadas por um médico competente no assunto e, nos casos mais graves, a sua reabilitação deve ter acompanhamento médico até à retoma da prática desportiva.

 

Neste sentido, o Serviço de Medicina Física e de Reabilitação do Hospital Privado de Bragança – Clínica está dotado dos meios técnicos e humanos necessários à avaliação e tratamento da generalidade das lesões desportivas.

Dr. Carlos Rodrigues

Medicina Física e de Reabilitação do Hospital Privado de Bragança – Clínica

- Saúde
Translate »